ANEEL avalia infraestrutura de recarga de veículos elétricos na região Sul

0
158

Brasil – A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL participou de uma viagem de 423 km para avaliar a infraestrutura e a experiência de recarga de veículos no chamado Corredor Elétrico Sul, entre Curitiba (PR) e Florianópolis (SC). A jornada, finalizada na última sexta-feira (9/11), contou com a participação dos especialistas em regulação da Agência Antonio Carlos Marques de Araujo, Marcos Vasconcelos e Fernando Campagnoli,  e de representantes da Agência de Cooperação Alemã-GIZ, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), do Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI), Lactec, Itaipu Binacional, Companhia Paranaense de Energia Elétrica (COPEL) e Companhia de Energia Elétrica de Santa Catarina (CELESC).

A missão buscou verificar os resultados da Resolução normativa 819/2018, que estabelece os procedimentos e as condições para a realização de atividades de recarga de veículos elétricos, bem como a evolução do mercado, as oportunidades de melhoria e a performance dos equipamentos.

Foram avaliados quesitos como o tempo de recarga, facilidades que o motorista pode encontrar nos postos de recarga (como restaurante, banheiros, etc) e possíveis impactos nas redes de distribuição. A equipe observou também aspectos tecnológicos, como os tipos de conectores disponíveis para recarga e a possibilidade de regeneração da energia pelos veículos.

A viagem começou na terça-feira (6/11), com uma visita à COPEL para conhecer as soluções da distribuidora em mobilidade elétrica. Nos dias 7/11 e 8/11, a equipe percorreu o itinerário em dois carros elétricos – um BMW i3 e um BYD e6, ambos cedidos pela CELESC –, passando pelas cidades catarinenses de Araquari, Joinville, Blumenau e Porto Belo. Ao chegar em Florianópolis, a comitiva participou de um workshop sobre o tema.

“O levantamento serviu para avaliarmos o deslocamento na percepção do usuário. Verificamos que os eletropostos estão instalados e operacionais, funcionando de acordo com a resolução da Agência”, afirmou o especialista em regulação da Superintendência de Regulação da Distribuição da ANEEL, Antônio Carlos Marques.

A equipe verificou que a recarga rápida permite atingir 80% da bateria do veículo BMW i3 em apenas 15 minutos. Sobre a regeneração pôde-se verificar que a bateria dos veículos é carregada em descidas ou desacelerações. A indústria automobilística tem anunciado a disponibilização de novos modelos elétricos no mercado brasileiro, o que contribuirá para expansão da frota desses veículos no país.

Conforme os estudos da CELESC, os impactos da atividade para a rede de distribuição ainda são limitados.  Neste sentido, o programa da COPEL prevê a instalação de novos postos de recarga no corredor entre as cidades de Paranaguá e Foz do Iguaçu, percorrendo o estado do Paraná de leste a oeste.

Fonte: ANEEL

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here