Ibama fecha dois postos de combustível clandestinos usados por desmatadores no sudoeste do Pará

0
94

A primeira operação realizada pelo Grupo de Controle de Desmatamento da Amazônia (GCDA) do Ibama em 2020 resultou na apreensão de 5 mil litros de combustível e na aplicação de dois autos de infração, que totalizam R$ 250 mil. As penalidades foram aplicadas a dois postos de abastecimento clandestinos identificados na zona rural do município Senador José Porfírio, no Pará.

Os estabelecimentos, que já vinham sendo investigados pelo Ibama, funcionavam em locais de difícil acesso com o propósito de abastecer maquinário usado no desmatamento da região. Ambos foram embargados no primeiro dia da operação. Os responsáveis foram autuados por fazer funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença da autoridade ambiental competente.

Vias foram bloqueadas e uma ponte incendiada para impedir que a equipe de fiscalização deixasse o local com o combustível apreendido. As tentativas de obstrução não impediram que os agentes retornassem à base de apoio, localizada em Altamira (PA), com segurança. Não houve ataque aos integrantes da operação.

As ações do GCDA tiveram participação da Polícia Militar do estado, do Corpo de Bombeiros, da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Força Tática de Altamira.

Cerca de 13% do desmate na Amazônia ocorre na região de Altamira (PA). O município paraense integra o arco do desmatamento, faixa territorial que concentra os maiores índices de destruição da floresta e se estende do oeste do Maranhão ao Acre, passando por Pará, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia.

Fonte: Ibama

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here