Projeto da USP vai lançar experimentos de estudantes à estratosfera

0
132

Aestratosfera é uma das cinco camadas que constituem a atmosfera da Terra, chegando a 50 km de altitude. Apesar da distância, ela não é inacessível. Estudantes do ensino fundamental (nível II), médio e técnico de escolas públicas ou privadas da América Latina terão a chance de enviar projetos científicos à estratosfera por meio do projeto Kurumim 2020 – uma iniciativa do Zenith, grupo da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP voltado à área de engenharia aeroespacial.

Os interessados devem realizar a pré-inscrição até 23 de março. O desafio é desenvolver um experimento utilizando metodologia científica nas áreas de eletrônica, astrobiologia, química ou física. O tema desta edição é Conquistando a Lua, inspirado na missão Artemis da Nasa.

Para concorrer, é preciso preencher o formulário disponível no site com informações sobre a equipe e o orientador. A taxa de pré-inscrição, de R$ 50, será cobrada apenas de escolas privadas. A próxima etapa do processo ocorrerá após a equipe fornecer relatório de participação, ficha de dados do experimento proposto e demais informações. Os detalhes da seleção estão descritos no edital de participação.

É possível realizar o experimento seguindo três modelos: MiniSat’s, SmallSat’s ou BigSat’s, cujos exemplos estão disponíveis no site. Até 83 projetos serão escolhidos. Eles serão acoplados a uma sonda e enviados à estratosfera. Dessa forma, os participantes podem analisar o resultado da interação entre os experimentos enviados e as condições ambientais adversas dessa região da atmosfera, que se assemelham às condições do espaço.

“Em três edições do projeto, conseguimos alcançar cerca de 1.300 estudantes e 120 experimentos, contando com participantes de todas as cinco regiões do Brasil”, diz a vice-diretora do Zenith, Ana Luisa Costa. O lançamento dos experimentos é realizado no evento Sábado Aeroespacial . Veja o vídeo da edição de 2019:

Missão: divulgar a engenharia aeroespacial
O Zenith é um grupo extracurricular formado por estudantes da USP e da UFSCar. Foi criado em 2014, com o objetivo de fomentar o setor aeroespacial nacional por meio do desenvolvimento de tecnologias relevantes e da divulgação científica na área.

O grupo confecciona sondas estratosféricas, que são lançadas a aproximadamente 30 km de altitude, onde são realizados experimentos de astrobiologia e medições ambientais. O Kurumim é a vertente educacional do grupo, uma continuação do projeto da Garatéa-E.

A proposta é promover a ciência na América Latina, apresentando aos estudantes do ciclo básico de ensino (fundamental e médio) como é feita uma pesquisa e inspirando estes jovens a se tornarem cientistas.

Com informações do Zenith
Mais informações: zenith.eesc.usp.br, e-mail zenith.eesc@gmail.com
Jornal da USP

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here