Estudos teóricos sobre semicondutores com aplicações ambientais

0
133

Pesquisas em parceria com a Espanha focam descontaminação e novos sensores de gases

Como parte das ações do convênio entre o Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) e a Universitat Jaume I (UJI), da Espanha, o pesquisador Rafael Aparecido Ciola Amoresi, pós–doutorando da Unesp no câmpus de Guaratinguetá e integrante do CDMF, e os pesquisadores Lourdes Gracia Edo e Juan Andres, da UJI, estão realizando na Espanha estudos teóricos sobre semicondutores nanoparticulados.

A pesquisa se concentra no desenvolvimento de novos materiais que possam ser aplicados como fotocatalisadores para descontaminação por micropoluentes e, também, em novos tipos de sensores de gases.

Amoresi, no Brasil supervisionado por Alexandre Zirpoli Simões, professor da Unesp no câmpus de Guaratinguetá e também integrante do CDMF, desenvolve projeto BEPE (Bolsa Estágio Pesquisa no Exterior) por um ano na UJI sob supervisão do professor Andres, realizando pesquisas teóricas e também experimentais.

No estudo teórico avalia e racionaliza nanopartículas de CeO2 aplicadas como sensores de gás de monóxido de carbono. As pesquisas que Amoresi desenvolve na UJI também contam com a colaboração do pesquisador brasileiro Eduardo de Oliveira Gomes, doutorando na UJI e também membro do CDMF, que tem seu projeto de pesquisa dedicado ao desenvolvimento teórico-experimental de nanopartículas de molibdatos, avaliando fatores estruturais, morfológicos e energéticos dos semicondutores aplicados ambientalmente como catalisadores e fotocatalisadores.

CDMF
O CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e recebe também investimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a partir do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here