Novo sistema ajuda na identificação de obras irregulares e desmatamentos

0
271

Cidades usam drones para dimensionar imóveis com precisão que chega a 1 milimetro.

Atualização constante de dados e a precisão no dimensionamento de imóveis, que chega a 1 milímetro: estes são os principais benefícios de uma nova tecnologia que possibilita atualização do cadastro imobiliário e consequente aumento da arrecadação do IPTU em até 30%.

O sistema é da Habicad, empresa que desenvolve soluções tecnológicas para gestão pública. Ele é integrado com drones para georreferenciamento, seguindo a tendência nacional do setor, que apresentou crescimento de 51% no último ano segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Além do dimensionamento, a tecnologia auxilia os munícipios nos levantamentos para regularização de IPTU, regularização fundiária e urbana, acompanhamento de áreas degradadas e serviços de topografia em geral.

“O sistema integrado com drones possibilita uma maior agilidade para aplicação da real dimensão e do custo do IPTU, além de dar uma maior transparência ao poder público em relação à cobrança para a população”, avalia Adriano Krzyuy, diretor da Habicad.

De acordo com Adriano, a ferramenta da Habicad utiliza a inteligência e automação com o processamento de imagens de drones. “O sistema combina informações de satélites e drones com o Banco de Dados da Prefeitura. Essas imagens permitem a comparação de área construída com o Banco de Dados da Prefeitura, gerando alertas de áreas com construção superior ao cadastrado no sistema municipal. Com isso, é realizada a notificação automática da irregularidade ao proprietário”.

Além do IPTU, o uso dessas imagens permite ao município identificar obras irregulares e desmatamentos, além de realizar com precisão uma diversidade de projetos para planejar o crescimento, tanto na área urbana quanto rural, levando em conta a proteção e impacto ambiental, ocupação do solo, implantação de novos loteamentos e controle do crescimento urbano.

A solução com drones ainda pode ser integrada ao sistema de cadastro para aquisição de imóveis via programas habitacionais nos municipios. Com o mapeamento georrefereenciado é possível manter sempre atualizado o banco de dados dos imóveis do município, possibilitando à companhia de habitação à execução de demandas estratégicas como novos empreendimentos no município.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here