Informação é indispensável no enfrentamento à Covid-19

0
288

Brasília – O atual cenário que o mundo enfrenta pode parecer inédito, mas pandemias já ocorreram em diferentes momentos da história. Em 1918, o mundo precisou vencer a gripe espanhola. Nos dias atuais, além dos avanços da Medicina, informação de qualidade é indispensável no enfrentamento à Covid-19.

Em apoio às ações de esclarecimento à população, as Forças Armadas estão empenhadas na distribuição de panfletos e palestras. A atividade tem sido repetida com frequência por militares do Comando Conjunto Norte. A credibilidade das Forças Armadas junto à sociedade tem contribuído para conscientizar as pessoas sobre a necessidade de prevenção.

“No combate contra esse inimigo invisível e traiçoeiro, é fundamental que cada um de nós adote as medidas preventivas que foram divulgadas, para resguardar sua própria saúde e evitar a disseminação da Covid-19”, disse o General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, Comandante do Comando Conjunto Norte (CMN).

Até o momento, já foram entregues 23,5 mil unidades de panfletos informativos. Foram produzidos três modelos: o primeiro com explicações sobre o novo coronavírus; o segundo com um caráter visual, com ilustrações das ações de prevenção, como o uso de máscaras e limpeza de mãos; e o terceiro trata-se especificamente sobre a importância da utilização de máscara.

A distribuição ocorre diariamente, nos estados do Pará, Maranhão, norte do Tocantins e Amapá, além de cidades como Oiapoque (AP), Santarém (PA), Tucuruí (PA), Altamira (PA), arquipélago do Marajó (PA), Imperatriz (MA). A entrega é feita em locais de maior circulação de pessoas, como feiras, mercados e terminais rodoviários. É realizada de forma integrada com outras ações, como as fiscalizações de portos, terminais hidroviários e inspeções navais, ações de descontaminação, distribuição de cestas básicas.

Inteligência artificial

Para aqueles que se utilizam das redes sociais em busca de informações, o Exército Brasileiro criou o soldado Max. Trata-se de inteligência artificial capaz de responder perguntas enviadas pelos internautas por meio do chat do facebook da Força Terrestre. Já foram trocadas mais de 24 mil mensagens em 30 dias de operação do Max.

Entre os questionamentos, está a busca por conhecer o que o Exército vem fazendo durante a pandemia e quais ações estão sendo desenvolvidas para combater o novo coronavírus. Além disso, os internautas querem saber sobre serviço militar, obtenção de documentação e juramento à bandeira. A estrutura lógica do Soldado Max é do Centro de Comunicação do Exército, que elaborou os contextos para a agilidade no fluxo dos diálogos.

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.

Para acessar fotos da Operação COVID-19, visite o Flickr da Operação

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Divulgação Forças Armadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here