Brasil tem a 7ª carne bovina mais barata do mundo

0
179

Sabendo que nosso país é um dos maiores criadores de cabeça de gado do mundo e que a carne vermelha está presente na mesa da maioria da população, o Cuponation, plataforma de descontos online, compilou dados sobre o preço da carne no Brasil e no mundo e como o isolamento social das últimas semanas podem influenciar no valor da peça.

Segundo um levantamento realizado este ano pelo sistema Numbeo, o Brasil está entre os últimos países no ranking do pedaço de 1kg de carne bovina mais cara do mundo. Dentre os 102 países participantes da pesquisa, nosso país ocupa o 95º lugar, em que os brasileiros pagam, em média, R$26,79 pelo quilo. Invertendo essa lista, a colocação fica ainda melhor: o Brasil ocupa a 7º posição do ranking da carne vermelha mais barata do mundo.

Isso, é claro, sem contar com a queda de quase 3% do preço da carne vermelha no mês de abril em comparação à março, de acordo com o Índice de Preços de Alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – o que não representa nem R$1 de desconto no valor da peça.

No entanto, conforme esta mesma organização, com o isolamento social e consequentemente com a crise econômica dentro das residências, a quantidade de compra da carne vem diminuindo no Brasil, o que pode aumentar cada vez mais o preço do quilo.

De volta ao estudo da Numbeo, o Cuponation descobriu que entre as nações sul-americanas o Brasil desembolsa menos pela carne em relação ao Chile, Uruguai, Peru, Bolívia e Paraguai. Entretanto, o país que se posiciona no último lugar – tanto do ranking filtrado pela América do Sul quanto da pesquisa completa – é a Venezuela, onde os cidadãos pagam somente R$19 pelo quilo de carne. Veja a pesquisa completa no infográfico interativo do Cuponation.

Em contrapartida, o país que paga mais caro pelo produto é a Suíça – os suecos precisam desembolsar por volta de R$290,60 pelo quilo da carne vermelha. Noruega e Coreia do Sul ocupam a segunda e terceira posição da lista, cobrando R$146,20 e R$143,23 pelo item, respectivamente.

Por fim, e não menos importante, é válido ressaltar que os valores do levantamento foram convertidos com o dólar a R$5,82, e que a variação do valor da carne pode ser exponencial e rápida, sabendo-se que o poder de compra do consumidor está debilitado conforme a crise epidêmica e econômica que o mundo encara.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here