Rioterra capacitou mais de 1.800 pessoas sobre ‘práticas de uso equilibrado dos recursos naturais’

0
64

A incorporação de práticas de uso e ocupação dos solos que observem a capacidade de suporte e aptidão dos ambientes, a fim de promover a conservação do ecossistema e seus múltiplos recursos, por parte de agricultores familiares e populações tradicionais de Rondônia é uma questão presente em todas os projetos desenvolvidos pelo Centro de Estudos Rioterra. Não à toa, está entre os principais objetivos estratégicos da instituição, que publicou recentemente Relatório Atividades referente a 2019 que traz uma parcial dos resultados dessas ações em Rondônia no últimos dois anos. Acesse o relatório aqui.

O relatório, publicado anualmente, visa dar transparência às ações e investimentos recebidos pelas instituição à sociedade em geral, parceiros e financiadores.

Dentre as ações que visam a incorporação dessas práticas de uso e ocupação de solo, a instituição capacitou, entre 2018 e 2019, mais de 1.800 pessoas em cursos, intercâmbios e dias de campo temáticos, cujos assuntos abordaram formas sustentáveis de uso e conservação de recursos naturais, como: “Manejo e Conservação dos Solo”, “Práticas Agroecológicas”, “Gestão e Propriedades Rurais”, entre outros. Todas essas atividades de forma gratuita e observando a integração de mulheres e jovens visando maior participação e protagonismo desse público nas atividades produtivas.

Além dos cursos, os técnicos do CES Rioterra realizaram mais de 6.832 visitas de assistência técnica e extensão rural, atendendo mais de 2.000 mil famílias em 14 municípios, disseminando práticas e soluções ambientalmente sustentáveis para as dificuldades enfrentadas na agricultura familiar.

O CES Rioterra acredita que promover o acesso a esse tipo de informação contribui para conservação do meio ambiente e melhoria dos processos produtivos, envolvendo as famílias num esforço mundial frente às emergências climáticas.

Por Assessoria

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here