Estudo propõe nanomateriais como sensores de gás

0
102

Agência FAPESP * – Uma pesquisa conduzida no Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) propõe uma nova abordagem para detecção de gás por meio de nanomateriais. O CDMF é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP sediado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

O pesquisador Leandro Silva Rosa Rocha, bolsista de pós-doutorado no Departamento de Química da UFSCar e integrante do CDMF, foi o autor principal do artigo publicado no periódico científico ACS Omega, que descreve as propriedades elétricas, fotoluminescentes e magnéticas de nanomateriais à base de cério, um elemento químico metálico de símbolo Ce, quando expostos a monóxido de carbono (CO).

Encontrado principalmente nos minerais monazita e bastnasita, o cério é usado principalmente na forma de ligas para a produção de pedras de ignição de isqueiros e eletrodos de arco de grafite na indústria cinematográfica.

“Trabalhamos com o óxido de cério puro e dopado com 8% de lantânio, que é um elemento terra-rara, demonstrando que sua capacidade de detectar um gás ou emitir fotoluminescência está relacionada a transições quânticas entre estados energéticos de espécies defeituosas constituintes do sistema”, explica Rocha à Assessoria de Comunicação do CDMF.

Na próxima fase da pesquisa, o grupo pretende testar a capacidade desses nanomateriais de exterminar vírus em diferentes superfícies, a fim de ampliar as opções de combate ao SARS-CoV-2, o novo coronavírus.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do CDMF.
 

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here