Pessoas do mundo todo se unem em apoio à proteção da Amazônia

0
77

Escritórios do Greenpeace em pelo menos 15 países realizaram atividades no Dia de Ação Global pela Amazônia. Somos muitos pela defesa da floresta!

O Dia de Ação Global pela Amazônia movimentou as redes sociais e os escritórios do Greenpeace pelo mundo no sábado (5). Durante todo o dia, que foi escolhido por ser o Dia Internacional da Amazônia, voluntários e ativistas realizaram ações em pontos conhecidos de seus países e muitas vozes se uniram também online para exigir que governos e empresas se comprometam com a proteção da maior floresta tropical do mundo.

Enquanto nas últimas semanas a floresta arde em chamas, muitos têm se unido em sua defesa. No dia 27 de agosto, ativistas e voluntários do Greenpeace França realizaram mobilizações em cerca de vinte cidades do país, incluindo Paris, para denunciar a inação do governo francês diante da destruição da floresta. Para os manifestantes, o governo francês deve fazer mais para evitar a entrada de produtos originados no desmatamento, além de fazer frente à política antiambiental do Brasil.

No dia seguinte (28), jovens do movimento Fridays For Future (Greve Pelo Clima) ao redor do mundo realizaram três dias de tuitaço em defesa da Amazônia e a ativista Greta Thunberg bateu um papo com Sônia Guajajara sobre as ameaças à floresta e aos povos indígenas.

Ao longo dessa semana, o Greenpeace Espanha levou a fumaça das queimadas para a frente da Embaixada do Brasil em Madrid, para enviar uma mensagem ao presidente do Brasil: “Bolsonaro, não há futuro sem Amazônia”.

Na Alemanha, ativistas fizeram uma projeção na fachada do Ministério das Relações Exteriores em Berlim, alertando o governo alemão a recuar da decisão de aprovar o Acordo entre Mercosul e União Europeia neste semestre, pois ele pode promover ainda mais desmatamento na Amazônia. Voluntários alemães também foram às ruas em diversas cidades ontem, com intervenções criativas em apoio à proteção da floresta.

O dia também foi intenso na Itália, onde voluntários levaram às ruas a conscientização sobre o impacto do consumo de carne sobre a Amazônia – a maior parte das áreas recém desmatadas na floresta são ocupadas por gado.

Por Greenpeace

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here