Ibama lança sistema digital antifraude para controle da madeira

0
48

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, lançou no dia 8 de setembro, o Sinaflor+. Com uma plataforma mais moderna e intuitiva, o sistema aperfeiçoa os mecanismos de rastreabilidade da origem da madeira, garantindo mais facilidade de acesso à informação e fortalecimento do combate ao desmatamento ilegal.

No sistema anterior, a vinculação entre madeira extraída e árvore original era feita por estimativa do inventario florestal. No Sinaflor+, as árvores destinadas ao corte seletivo são 100% identificadas por georreferenciamento, e cada produto florestal pode ser rastreado até o ponto exato de onde foi originalmente extraído.

Lançamento do Sinaflor+ no Ibama Para o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é preciso continuar avançando. “O próximo passo do sistema será o DOF+, que é a rastreabilidade na parte de transporte e também o sistema Pau Brasil, que é o de exportação da madeira, explicou. “Prevemos a conclusão dessa etapa já no ano que vem”, ressaltou o ministro.

Além de prevenir fraudes, o Sinaflor+ dá mais segurança para quem trabalha de maneira regular no setor madeireiro. Com assinatura eletrônica e QR code no novo modelo de autorização, a fiscalização ganha transparência e ainda mais rigor.

O Sinaflor+ conta ainda com um painel de controle integrado para o usuário, com ferramentas que vão de histórico a busca inteligente, facilitando o gerenciamento de autorizações e pendências por parte do empreendedor.

Fase de testes

Em fase inicial, o sistema foi testado desde 24 de agosto por mais de 500 usuários capacitados, entre membros de órgãos ambientais, responsáveis técnicos vinculados aos representantes setoriais e analistas do próprio Ibama. No período, foram emitidas mais de 100 autorizações no novo sistema.

“O Sinaflor+ é uma atualização do antigo Sinaflor. O maior controle do sistema era esperado desde o Código Florestal de 2012 e foi elaborado em apenas 1 ano e dois meses, pois foi colocado como prioridade pelo Governo Federal” ressaltou Eduardo Fortunato Bim, presidente do Ibama.

O Sinaflor+ vem se somar a uma série de ações do Ministério do Meio Ambiente para fechar o cerco ao desmatamento ilegal, como o programa Floresta+ e o Adote 1 Parque.

Por Assessoria

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here