Referência internacional de sustentabilidade, Daterra firma compromisso de plantar 3 milhões de árvores

0
91

A produtora e exportadora de cafés especiais, Daterra Coffee, do Cerrado Mineiro, assumiu recentemente um compromisso público de plantar uma floresta com 37.307 árvores nativas – número equivalente a 20 hectares ou 200.000 metros quadrados de vegetação. A iniciativa é resultado do projeto Beanstalk, que foi lançado pela companhia em abril de 2020. O programa teve como objetivo a plantação uma árvore para cada quilograma de café Daterra torrado e vendido durante o isolamento social do novo coronavírus.

“Embora necessário, este período foi muito difícil para as pequenas e médias empresas. Portanto, decidimos ajudá-las de uma maneira alinhada aos nossos valores”, destaca Isabela Pascoal, Diretora de Sustentabilidade da Daterra. Segundo ela, a inspiração veio do conto popular “João e o Pé de Feijão”. Na tradução, beanstalk é o pé de feijão mágico da lenda – no inglês, a palavra “bean” é usada para diversos grãos e sementes, inclusive, o café.

Para participar do projeto, os torrefadores se comprometeram a reportar a quantidade de café Daterra que foi vendida durante a campanha de dois meses. A soma final foi, então, convertida no número de árvores que a companhia se comprometeu a plantar. No total, 40 torrefações de café ao redor do mundo participaram do programa, dentre elas, três brasileiras.

De acordo com o Gabriel Agrelli, Gerente de Desenvolvimento de Mercado da Daterra, o projeto tentou aproximar a fazenda, os torrefadores e os consumidores. “Foi a primeira vez que fizemos uma campanha voltada para o consumidor final. Nossa comunicação é geralmente B2B, mas queríamos mostrar que o poder de ajudar as pequenas empresas estavam nas mãos dos consumidores”, afirma. Ele ainda ressalta que a mensagem era incentivar também os apreciadores do café a comprarem de empresas locais.

O número de árvores pode parecer grande, mas é pequeno se comparado ao que a Daterra já fez durante sua trajetória. Desde a fundação da fazenda em 1995, a empresa já plantou mais de 610.000 árvores nativas no Cerrado, transformando locais em áreas de reflorestamento ou bosque de animais silvestres. “Os bosques coexistem com as plantações de café. Por isso, fizemos vários deles na fazenda para que os animais selvagens vivam e se reproduzam. Afinal, nossa terra é a casa deles”, diz Isabela. Atualmente, 53% das terras da Daterra são estritamente áreas de preservação ambiental e mais de 340 hectares já foram reflorestados pela empresa, ou seja, 3,4 quilômetros quadrados de área foram recuperados.

De acordo com Isabela, a ideia é plantar 3 milhões de árvores no Brasil até o ano de 2030, sendo esta, a contribuição da companhia para a meta mundial de reflorestamento. Segundo o Fórum Econômico Mundial, a humanidade deve plantar 1 trilhão de árvores na próxima década para combater as mudanças climáticas. “É um grande objetivo, mas iremos executá-lo em parceria com nossos clientes e a administração pública das cidades em torno de nossa fazenda”, finaliza.

Sobre a Daterra Coffe

A Daterra nasceu do sonho de reinventar o cultivo de café através de um novo modelo de qualidade e de agricultura sustentável, desafiando o que se espera de um café brasileiro. A missão da Daterra é produzir cafés especiais com constante inovação, ciência e tecnologia, protegendo e regenerando o Cerrado.

 

Por Alfapress

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here