Atividade industrial e ações socioambientais marcam agenda entre Suframa e Moto Honda

0
43
Uma das empresas mais tradicionais da Zona Franca de Manaus (ZFM), instalada na região desde 1976, a Moto Honda da Amazônia recebeu, no dia 18 de setembro, visita de comitiva da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) que teve por objetivo debater sobre toda a atividade desenvolvida pela empresa na região, desde as contribuições fabris até as iniciativas voltadas ao desenvolvimento socioambiental local.
A agenda contou com uma reunião realizada parte presencialmente, parte por videoconferência, que teve a participação da alta gestão da Suframa e da diretoria da Moto Honda, dentre eles o vice-presidente industrial da Moto Honda da Amazônia, Júlio Koga, o vice-presidente sênior, Takahiro Honda, e o diretor jurídico e de comunicação da empresa, Marcos Bento.
A Moto Honda é uma das empresas mais verticalizadas do PIM, o que, em linhas gerais, significa dizer que produz desde partes e peças até o bem final. “Somos muito mais do que uma montadora. Somos a fábrica mais verticalizada do grupo no mundo. Adquirimos matérias-primas como alumínio, aço, resinas plásticas e outras e utilizamos processos de transformação. Fabricamos grande parte de nossas peças e também desenvolvemos uma cadeia de fornecedores, com mais de 30 fornecedores de partes e peças em Manaus. Ou seja, o maior valor agregado está aqui dentro da nossa planta e da Zona Franca de Manaus”, disse Júlio Koga.
Além de promover uma visita às linhas de produção, a empresa apresentou um vídeo para demonstrar algumas iniciativas que incluem ações socioambientais, sendo uma das contribuições do grupo para a preservação florestal e apoio à sociedade local. Neste sentido, a Honda mantém na região uma reserva particular do patrimônio natural que garante a preservação da natureza e o equilíbrio do ecossistema por meio da proteção de recursos hídricos, manejo de recursos naturais e manutenção de equilíbrios climáticos, o que permite proteger cerca de 140 espécies florestais e inúmeros animais nativos, segundo a empresa.
Há, ainda, um projeto agrícola no qual se realiza o reflorestamento de espécies arbóreas em extinção, o plantio de árvores frutíferas de diversas espécies e o cultivo de alface e rúcula, sendo grande parte dos produtos destinados à doação para entidades assistencialistas para complementar a alimentação, por exemplo, de crianças e idosos atendidos por projetos sociais.
O superintendente da Suframa destacou a relevância de uma empresa como a Moto Honda estar instalada no Brasil e, em especial, na região, gerando emprego, renda e oportunidades diversas. “O grupo Honda é forte em todo o mundo e o que a empresa promove aqui, tanto em sua atividade industrial mas, especialmente, com esse retorno dado à sociedade local, é totalmente alinhado aos objetivos do modelo Zona Franca de Manaus, que é contribuir com o desenvolvimento da região e reduzir as desigualdades”, afirmou Polsin.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here