Biólogos aderem ao pedido de declaração nacional de desastre com fogo

0
182
Aumentar as ordens de declaração de desastre nacional por incêndios que ocorrem em diferentes regiões da Bolívia. O Colégio de Biólogos de La Paz se junta a essa demanda, ao apontar que  os esforços atuais são insuficientes para exterminar o fogo que afeta a biodiversidade e as funções ambientais das áreas protegidas.
“Devido à magnitude dos incêndios em algumas regiões do país, pede-se que seja declarado imediatamente um  desastre nacional”, disseram da entidade, a tempo de afirmar que  a única forma de apagar os incêndios de forma rápida e eficaz é chegar  para essas regiões por via aérea , por isso solicitaram também que sejam alocados recursos  e logística para a contratação de recursos aéreos que possam extinguir o incêndio.

As autoridades e Chuquisaca l Conselho Defesa Nacional da Democracia (Conade) e Civic Platform Rivers Pie também estão na mesma linha, cada um por sua vez, fizeram esta solicitação ao governo de transição.

A este respeito, o Ministro da Defesa, Fernando López, disse que a declaração de desastre está em avaliação , já que a situação também causou danos a mais de 600 famílias no país, embora felizmente não ocorram mortes (humanas).

Com os relatórios do Ministério do Meio Ambiente, sabe-se que nesta semana ocorreram pelo menos 57 incêndios florestais ativos em todo o país (Santa Cruz, Chuquisaca e Beni são as regiões mais afetadas) e o incêndio fez a marca em mais de 1,39 milhão hectares.

Enquanto isso, no departamento de Santa Cruz são cerca de 900 mil hectares afetados e  44 incêndios ativos , segundo relatório da secretária de Meio Ambiente do Interior, Cinthia Asin. Os incêndios são registrados nas províncias de Germán Busch  (Puerto Suárez e Puerto Quijarro), Guarayos (Urubichá, Ascensión e El Puente), Flórida (Samaipata) e Vallegrande (Postrervalle), entre outras.

Por El Deber

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here