Ibama integra força-tarefa de resgate de fauna no Pantanal em Mato Grosso

0
225

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) participa de uma força-tarefa para resgatar animais silvestres dos incêndios no Pantanal (MT) e para levar alimento e água para os locais afetados pelo fogo.2020-10-28-resgate-animais-pantanal2-foto-Vinicius_Mendonca-Ibama

Além do Ibama, fazem parte das ações: o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Ibram-DF), o Exército Brasileiro, a Marinha do Brasil, a Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso (Sema-MT), a Universidade Federal de Mato Grosso, o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar Ambiental do Mato Grosso, entre outras instituições públicas. Organizações da sociedade civil também participam da força-tarefa.

Os servidores do Ibama estão auxiliando nas atividades do Posto de Atendimento Emergencial a Animais Silvestres (Paeas), instalado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), no início da Rodovia Transpantaneira, em Poconé (MT). As ações incluem o resgate, o tratamento e a destinação da fauna impactada. Também são realizadas buscas por áreas de refúgio dos animais para a distribuição de alimentos e abastecimento de água, por acesso terrestre e com o auxílio de um helicóptero do Ibama.

2020-10-28-resgate-animais-pantanal-foto-Vinicius_Mendonca-IbamaAlguns dos animais atendidos puderam ser translocados imediatamente para áreas não afetadas pelo fogo; outros foram resgatados e passaram por atendimento veterinário. Dentre os animais resgatados estão espécies ameaçadas de extinção, como tamanduá-bandeira, anta e onça-pintada.

Exemplos destes trabalhos foram os resgates de duas antas-macho encontradas com queimaduras. Uma jovem foi transportada com o helicóptero do Ibama de Cáceres a Poconé, em Mato Grosso. A outra, adulta, foi resgatada com o auxílio de helicóptero do Exército. Os animais receberam atendimento veterinário no Paeas e estão em recuperação.

A previsão é que as ações de resgate de animais no Pantanal continuem até o período de chuvas consistentes na região.

 

Por Assessoria de Comunicação do Ibama