Nova Zelândia reúne acadêmicos e profissionais para discutir o desenvolvimento da indústria criativa

0
75

País é referência mundial nos setores de cinema, televisão, games e animação, com mão de obra altamente especializada – que trabalha em grandes produções de Hollywood – e instituições de ensino de excelência

Education New Zealand, agência do governo neozelandês para educação internacional, promove série de eventos online – e ao vivo;

Transmissão gratuita será em 17/11, a partir das 18h, com tradução simultânea e certificado de participação;

 

São Paulo, novembro de 2020 – A Education New Zealand, agência do governo neozelandês para a educação internacional, promove a quarta edição da série de encontros online com acadêmicos e profissionais da Nova Zelândia, Brasil e América Latina para debater o futuro pós-pandemia. O encontro da terça-feira, 17/11, às 18h, vai reunir acadêmicos e profissionais da indústria criativa, com foco em Cinema, Design e Arquitetura.
A transmissão será em inglês e vai contar com tradução simultânea por meio do Zoom – quem acompanhar o evento vai receber certificado de participação. A participação é gratuita e as inscrições estão abertas no link. O canal da Study in New Zealand no YouTube também vai transmitir o encontro.
O evento vai contar com a mediação do brasileiro Marcos Steagall, professor de Design da Comunicação da Auckland University of Technology (AUT), e terá como um dos destaques a participação do Prof. Dr. Guy Littlefair, também da AUT, considerado uma das principais referências internacionais em inovação industrial. Além de diretor da Faculdade de Design e Tecnologias Criativas, ele é responsável pelas iniciativas de internacionalização da universidade.
A indústria criativa na Nova Zelândia
A eficácia das medidas de controle da disseminação do novo coronavírus tem sido fundamental para a continuidade das atividades da indústria cinematográfica na Nova Zelândia, um dos únicos países do mundo que segue com as produções. A série de televisão da Amazon baseada em O Senhor dos Anéis é um dos principais destaques das filmagens em andamento no país.
A Nova Zelândia é reconhecida internacionalmente como um dos principais polos para atividades de produção e pós-produção audiovisual, com mão de obra especializada, estúdios que atendem aos padrões de Hollywood, paisagens naturais deslumbrantes e instituições de ensino superior que formam alunos com padrão de excelência. O desenvolvimento da indústria de cinema da Nova Zelândia ganhou impulso no começo dos anos 2000, com a produção da trilogia O Senhor dos Anéis, do diretor neozelandês Peter Jackson, que alavancou diversas atividades do setor.
O país abriga estúdios de efeitos especiais, como o Weta Digital, que trabalham em grandes produções de Hollywood. A sequência de Avatar, de James Cameron, é uma das produções internacionais que está em desenvolvimento com os neozelandeses. Também é destaque o Miramar Creative Centre, iniciativa da Universidade Victoria de Wellington em parceria com estúdios de cinema, televisão e som da Nova Zelândia. É um complexo de estúdios e laboratórios, localizado no bairro da indústria criativa da capital neozelandesa, que integra alunos e profissionais. O Miramar Creative Centre abriga estruturas de ponta para pós-produção de cinema, composição e finalização de trilha sonora, animação e efeitos visuais.
A produção cinematográfica na Nova Zelândia vem impulsionando a criação de cursos superiores para formar profissionais e pesquisadores. Os programas já estão entre os melhores do mundo e recebem estudantes de todos os continentes – as universidades neozelandesas contam com faculdades dedicada às artes criativas, com cursos de graduação e pós-graduação em áreas como animação, cinema, som, desenvolvimento de games e outros.
Conheça os participantes
É neste contexto que a Education New Zealand reúne acadêmicos e profissionais para discutir como os setores criativos podem evoluir por meio da criatividade e inovação. Confira a seguir os participantes do debate:
Prof. Dr. Guy Littlefair – Diretor da Faculdade de Design e Tecnologias Criativas da Auckland University of Technology (AUT)
Kristy Grant – Diretora do Miramar Creative Centre
Profa. Dra. Daniele Abreu e Lima – Professora da Faculdade de Arquitetura da Universidade Victoria de Wellington
Profa. Dra. Miriam Ross – Diretora de Programa de Cinema, Universidade Victoria University de Wellington
Mario Wynands – CEO da desenvolvedora de games Pik Pok
Astrid Visser – artista e professora de arte da Faculdade de Design da Massey University

Sobre a Education New Zealand (ENZ)

A Education New Zealand (ENZ) é a principal agência do governo para a divulgação e representação da educação da Nova Zelândia em âmbito internacional. Com o objetivo de tornar a Nova Zelândia conhecida como destino para estudantes internacionais e como a mais importante parceira para conhecimento e serviços ligados à educação, a ENZ conta com 70 funcionários em mais de 20 localidades e é dirigida por uma junta nomeada pelo Ministro de Educação Superior, Competências e Ofícios.

Sobre o Turismo Nova Zelândia (TNZ)

O Turismo da Nova Zelândia (TNZ) é a organização responsável pela divulgação do país como destino turístico no mundo e conta atualmente com 14 escritórios em 12 países. A principal ferramenta utilizada é a campanha “100% Pure New Zealand”, mensagem que tem evoluído ao longo da última década para fazer do país uma das marcas turísticas mais respeitadas no mundo. Na América do Sul, o time conta com profissionais de trade, marketing e relações públicas, que desenvolvem a estratégia com foco em Brasil e Argentina. As ações incluem parcerias com agentes e operadores de viagem e atividades para o consumidor final, como conteúdo customizado nas mídias sociais, vídeos no YouTube, displays no network do Google e edições do site do destino para Brasil (www.newzealand.com/br) e Argentina (www.newzealand.com/ar).