Livro sobre Ecoturismo Comunitário lançado pelo Projeto Bichos do Pantanal traz esperança de retomada das atividades do setor

0
76

Como planejar, desenvolver e comercializar o ecoturismo promovendo o desenvolvimento de comunidades é o fio condutor da obra voltada para empreendedores e profissionais do turismo

Novembro de 2020 – O ecoturismo tem sido apontado como uma das atividades que mais crescem no setor turístico em todo o mundo. No Brasil, país rico em recursos naturais, o turismo de natureza é uma vocação com forte potencial de geração de emprego e renda e – se implementado de maneira inteligente e sustentável, com apoio técnico – contribui para a preservação do meio ambiente. Essa é a premissa de Douglas Trent, ecólogo americano, diretor do Projeto Bichos do Pantanal e autor do livro Ecoturismo Comunitário.

Com foco no desenvolvimento do potencial desse modelo de negócio, do qual o Alto Pantanal desfruta com abundância, o Projeto Bichos do Pantanal, realizado pelo Instituto Sustentar com o patrocínio Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, lança esta obra concisa, objetiva e recheada de boas práticas para planejar, desenvolver e comercializar o ecoturismo promovendo o desenvolvimento socioeconômico de comunidades. É um prato cheio de informações fascinantes, acompanhado de relato de experiencias que vão enriquecer o conhecimento de empreendedores (guias turísticos, proprietárias ou gerentes de pousadas) e de toda pessoa interessada a se lançar na atividade ou aprofundar conhecimento no ramo.

“Minha proposta neste livro é abordar várias vertentes do mercado, trazendo respostas a muitas questões, relacionadas ao plano de trabalho e orientações sobre interpretação ambiental”, explica Trent.

O indispensável mundo do marketing digital e do seu gerenciamento vem brindar a obra-prima com práticas essenciais para viabilidade e êxito do negócio.

Conteúdo não falta para elucidar histórias de sucesso oriundas das iniciativas de Douglas Trent. Desde que chegou ao Brasil há 40 anos, por meio de sua operadora de turismo Focus Tours e ONG Focus Conservation Fund, o norte-americano transformou família de Lerinho Falcão, pantaneiros caçadores de onça, em empreendedores de referência na região da Transpantaneira, a Reserva Ecológica do Jaguar, hoje herdada e administrada por seu filho, Eduardo Falcão. Graças às atividades de ecoturismo e à capacitação de Trent, a família Falcão desfruta do próprio negócio e de uma próspera renda mensal em torno de R﹩ 1 milhão.

Hoje o projeto de Douglas Trent – pioneiro no Brasil no ramo do turismo de observação – sustenta mais de 50 famílias na região atuando com ecoturismo, atividade que transformou em realidade o sonho do empreendedorismo de sucesso.

“O produto do Pantanal não é o hotel, não é o guia que fala inglês, não é o barco de passeio. É a biodiversidade, e sem ela não há turismo”, comenta Trent. Isso porque o Brasil, como um todo, abriga a maior biodiversidade do planeta, mas para transformar essa riqueza em valor econômico para o país aliada à preservação ambiental, o ecoturismo é uma opção sustentável com forte potencial de desenvolvimento, e geração de emprego e renda a longo prazo para empreendedores e profissionais do ramo.

É tempo de prosperar

Em outras palavras, a oportunidade desse mercado já é uma realidade para a economia brasileira. Segundo o Fórum Econômico Mundial (FEM), o Brasil é o país mais competitivo do mundo na oferta de recursos naturais para a indústria de viagens. Mas, para prosperar neste ramo, é preciso ter conhecimentos técnicos e visão estratégica para formatar, desse modo, as particularidades do setor. Essa é a proposta do livro Ecoturismo Comunitário: Como planejar, desenvolver e comercializar o ecoturismo promovendo o desenvolvimento de comunidades, que vem à luz após o impacto dos incêndios que abalaram o sobre o setor turístico no Pantanal.

A obra é fruto do trabalho do Projeto Bichos do Pantanal, em virtude do desenvolvimento sustentável do ecoturismo, da preservação de diversas formas da natureza e do papel fundamental da educação ambiental para assegurá-la.

Sua distribuição é gratuita e versão online está disponível para download no site

Sobre o Projeto Bichos do Pantanal

Projeto Bichos do Pantanal – realizado pelo Instituto Sustentar com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Socioambiental da Petrobras, atua na região do Alto Pantanal (Cáceres e Porto Estrela, MT). O foco é nas áreas de Educação Ambiental, pesquisas que ampliam o conhecimento científico visando a preservação de espécies da fauna pantaneira e a promoção da sustentabilidade local por meio do Turismo Sustentável.

Saiba mais em: https://www.bichosdopantanal.org

Sobre Instituto Sustentar

Com sede em Belo Horizonte e atuação nacional e internacional, a entidade é dedicada à implementação e execução de projetos que buscam a sustentabilidade econômica, social e ambiental, junto à iniciativa privada, entidades da sociedade civil e setor governamental. O objetivo é promover pesquisas técnico-científicas e boas práticas institucionais e empresariais que permitam o desenvolvimento sustentável de nossa sociedade.