Colômbia executa plano de reconstrução da Providência do Governo

0
195

A recuperação de estabelecimentos comerciais, o treinamento à comunidade local para a limpeza da ilha, uma expedição de especialistas para avaliar os danos ecológicos e um viveiro são alguns dos projetos que começaram na ilha de Providencia e que fazem parte do plano do Governo Nacional para sua reconstrução, após a passagem do furacão Iota.

Um total de 172 estabelecimentos comerciais, incluindo hotéis, pousadas nativas, restaurantes, agências de viagens, centros de mergulho e transporte especializado de passageiros, estão sendo recuperados para reanimar o turismo e a economia do território.

A limpeza das praias e intervenções no local faz parte da primeira fase de recuperação turística, que terminaria entre janeiro e fevereiro. A segunda fase envolve a intervenção em infraestrutura.

Recuperação ambiental

O Ministério do Meio Ambiente lançou a Expedição Caranguejo Negro com o objetivo de identificar a fauna e a flora da ilha, analisar os impactos ambientais e criar estratégias para sua reabilitação; e que começou hoje e vai até 23 de janeiro.

Um grupo de 21 especialistas rastreia aves, mamíferos, répteis, anfíbios, invertebrados, flora nativa, manguezais e praias da ilha, entre outras espécies. Em seguida, eles vão propor uma rota de recuperação e gestão das afetações.

Além disso, a população local será treinada em gestão de resíduos sólidos para limpeza de manguezais e melhoria do ecossistema.

Parto do berçário

Neste domingo foi inaugurado o primeiro viveiro para a produção de material vegetal em Providencia, em evento com a presença do presidente Ivan Duque, do ministro do Meio Ambiente, Carlos Correa e da diretora de Prosperidade Social, Susana Correa.

Em uma área de 302 metros quadrados, são cultivadas as espécies necessárias para restaurar a vegetação afetada pelo furacão. Possui germinador, seis áreas de crescimento de plantas e área ensacada, gestão de substratos e produção de fertilizantes.