Parque Memorial e Museu investe em turismo sustentável em Nova Lima/MG

0
275

O BioParque empreendimento que ressignifica o luto, contará com exposições e iniciativas socioambientais

De olho no crescimento do turismo sustentável em Nova Lima/MG, o BioParque Brasil aposta em novos espaços de lazer e educação ambiental. O parque, além de dar um destino ecológico às cinzas dos entes queridos incorporando-as ao ciclo de vida de árvores, contará com exposições e iniciativas socioambientais visando o resgate das memórias de Minas e a preservação da biodiversidade. Hoje, Nova Lima conta com uma das maiores faixas verdes da região metropolitana de Belo Horizonte e abrange parques e espaços verdes que oferecem oportunidades de crescimento e investimento na região.

Fruto de pesquisas e engajamento de equipes, o BioParque tem uma área aproximada de 150 ha e inúmeras espécies de árvores nativas. Por ser um empreendimento 100% sustentável, todos os processos de operação e funcionamento do parque são certificados e serão apresentados na galeria da sustentabilidade.  Vale destacar que as galerias do BioParque, apresentarão temas tais como os caminhos da Estrada Real, os encantos dos biomas regionais, a história do Rio das Velhas e das Minas de Ouro da região.

“Nossa proposta vai muito além de criar uma nova alternativa ecológica para o mercado póstumo. Buscamos sensibilizar a população com iniciativas socioambientais de  valorização e preservação da natureza, e contribuir para a melhoria ambiental das grandes metrópoles” afirma Hugo Tanure, CEO do BioParque Brasil. “ A ideia de trazer exposições e ações ambientais ao parque fortalece a história local e compõe outras alternativas de lazer e bem-estar da população” complementa Tanure.

O parque conta com a orientação e chancela da Universidade Federal de Viçosa, o apoio do Instituto Estrada Real, e está licenciado pelos órgãos ambientais da prefeitura de Nova Lima e enquadrado dentro de todas as regras ambientais do município, do estado e do país. Em breve, o BioParque Brasil implementará novos parques em outras capitais, como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba e Salvador.