UHE Santo Antônio bate recorde de geração de energia em 2020

0
696

Liquidez da SAE teve melhoria significativa, com aumento de R$ 186 milhões do saldo de caixa

Em meio ao cenário desafiador criado pela pandemia do coronavírus, a energia gerada pela UHE Santo Antônio em 2020 atingiu 17.741 GWh, ultrapassando em 4,3% à produzida em 2019, superando o recorde registrado em 2018 (17.430 GWh), conforme o Relatório de Administração da Santo Antônio Energia divulgado nesta terça-feira (16).

Com o resultado, a hidrelétrica se consolida no mercado como a 4ª maior geradora de energia do Brasil, atendendo a geração programada com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) capaz de atender mais de 45 milhões de pessoas.

Ainda sobre a operação da usina, a SAE obteve um avanço importante no Fator Índice de Disponibilidade (FID), que se elevou de 0,9646 para 0,9696. A melhoria foi alcançada apesar das dificuldades trazidas pela operação em regime de confinamento, adotado em grande parte do exercício.

“A companhia encerra o exercício de 2020 com a certeza de ter vencido os desafios que se apresentaram e com um saldo positivo de avanços e conquistas, apesar de ficar marcado com a lembrança de um ano disruptivo pelo impacto da Covid-19”, avalia Roberto Junqueira, diretor presidente da SAE.

Liquidez

A empresa apresentou também uma melhoria significativa na sua liquidez, finalizando o ano com aumento de R$ 186 milhões do saldo de caixa, disponibilidade bem superior à de exercícios anteriores. Contribuíram para este fortalecimento a gestão eficiente dos gastos e a adesão a programas de standstill instituídos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) e pelo Banco da Amazônia, que proporcionaram a suspensão do pagamento das parcelas de financiamentos no montante total de R$ 350 milhões.

Também favoreceram positivamente as postergações dos investimentos (Capex), que foram facilitadas pela redução das atividades ocasionadas pelo enfrentamento da pandemia, sem impactar a performance da usina e em alinhamento com os órgãos reguladores ambientais e setoriais.

Resultado financeiro

O resultado financeiro líquido da SAE passou de R$ 1.552 milhões em 2019 para R$ 1.853 milhões em 2020. A variação se deve ao aumento de 25% das despesas financeiras (R$ 2.112 milhões) impactada principalmente pelo aumento do saldo devedor das dívidas, que resultou em um aumento das despesas com juros e as atualizações monetárias (IGP-M) das outras provisões, parcialmente compensada pelo incremento das receitas financeiras (R$ 131 milhões em 2019 para R$ 259 milhões em 2020).

Vale destacar que a UHE Santo Antônio foi implantada na modalidade de Project Finance, de forma que os resultados dos primeiros anos de operação são fortemente impactados pelas despesas financeiras, que serão reduzidas com o passar dos anos, após amortização gradual dos financiamentos.

A companhia encerrou o ano de 2020 com um prejuízo de R$ 1.426 milhões, frente a um prejuízo de R$ 933 milhões em 2019.

EBITDA

Apesar da melhoria de sua liquidez financeira, a SAE apresentou um EBITDA de R$ 1.268 milhões (margem 40%), situando-se em patamar semelhante ao registrado em 2019 (R$ 1.282 milhões), ajustado pelo estorno de provisões efetuadas naquele exercício.