Empresas privadas vão financiar revitalização de bacias hidrográficas

0
573

Pelo menos 26 empresas privadas vão financiar a revitalização de bacias hidrográficas, por meio do programa Águas Brasileiras, lançado pelo governo federal. A assinatura das parcerias ocorreu na segunda-feira (22), no Palácio do Planalto, em Brasília, durante a comemoração ao Dia Mundial da Água.

A assinatura do contrato teve a participação de representantes das 10 primeiras companhias selecionadas: Anglo American, Rumo Logística, MRV Engenharia, Stone, Vale, Engie Brasil, Bradesco, Caixa Econômica, JBS e a fabricante de cervejas AMBEV. O diretor da AMBEV, Jean Jereissati, destacou a importância da água para a produção de cervejas e a finalidade de reduzir o consumo para a produção.De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria de Cervejas, a AMBEV utiliza quase 3 litros de água para a fabricação de um litro de cerveja.

Até o momento foram 26 empresas selecionadas para a parceria, entre 48 inscritas, segundo o Ministério da Infraestrutura. Presente ao evento, o presidente Jair Bolsonaro deu destaque ao uso da água para atividades econômicas, como o plantio e a criação de animais.

O financiamento da revitalização vai alcançar mais de 250 municípios de 10 estados brasileiros. A proposta é que as empresas façam o uso sustentável dos recursos naturais e melhore a disponibilidade da água em quantidade e qualidade para diversos usos.

A Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco vai ficar com 16 projetos. Outros dois, vão para a do Rio Parnaíba e mais dois para a do Rio Taquari. Já a bacia do Rio Tocantins-Araguaia, foi contemplada com seis iniciativas.

Está previsto com a parceria, o plantio de 100 milhões de árvores nas quatro principais bacias hidrográficas, para a recomposição das matas ciliares e a proteção das áreas de nascentes. As empresas parceiras do programa Águas Brasileiras acabam levando algumas vantagens com a iniciativa, a exemplo da melhoria no valor das cadeias produtivas.

 

Por Agência Brasil