Prazo para acabar com os lixões no país termina em um ano

0
491

Metade dos municípios brasileiros têm lixões ativos. São cerca de três mil no país e o prazo para o fechamento deles está terminando. A maioria desses depósitos de rejeitos está em municípios pequenos, que não têm recursos próprios para cumprir a Política Nacional de Resíduos Sólidos.Para essas cidades, está prevista a gestão em conjunto. A criação de consórcios para a gestão regionalizada do lixo deve ser feita até 31 de março do ano que vem. Quem não apresentar projeto até essa data vai perder acesso a verbas federais para saneamento.

As metas para a gestão do lixo foram apresentadas aos gestores municipais nesta terça-feira por meio de uma reunião virtual do setor.

Segundo o ministro Rogério Marinho, do Ministério do Desenvolvimento Regional, a meta é implantar em todo o país o serviço de coleta seletiva, com o fortalecimento de cooperativas de catadores e a transformação de restos de alimentos em adubo orgânico.

Marcos Matheus, presidente do SELURB, o Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana, disse que existem no país 440 empresas no setor, prontas para apoiar os municípios na gestão dos resíduos. E destacou a possibilidade da criação de muitos empregos de recicladores de lixo.

Na reunião desta terça, foram apresentados os manuais para orientar prefeitos sobre a implementação do manejo de resíduos sólidos. O material já está disponível no site do Ministério do Desenvolvimento Regional.

por Agência Brasil