Empreendimentos Sustentáveis Contam com Linhas Específicas do FNO para Aquisição de Crédito.

0
306

As novas linhas favorecem a modernização de sistemas integrados agroflorestais e agropecuários e várias outras atividades.

Empreendedores preocupados e focados em questões sustentáveis da Amazônia contam agora com novas linhas de Crédito Verde. O Banco da Amazônia (BASA) criou linhas que conta o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) para contemplar todos os tipos de projetos que tenham a finalidade de fomentar a sustentabilidade da região amazônica, tais como a pecuária verde, agricultura e agropecuária de baixo carbono e agroflorestas. O objetivo é favorecer os financiamentos sustentáveis em áreas rurais e urbanas a partir de empreendimentos de todos os portes com foco socioambiental.

Segundo o Plano de Aplicação de Recursos Financeiros do BASA para 2021, disponível no site da instituição, há seis programas disponíveis. Destes os que podem contemplar projetos com o FNO Verde são: Pronaf; Amazônia Rural – com as linhas FNO Rural Verde, e Rural; Amazônia Empresarial – com as linhas FNO Empresarial Verde, Empresarial e CTI (ciência, tecnologia e inovação); e Amazônia Infra – com as linhas FNO Infraestrutura Verde e Infraestrutura.

“Muito importante para o banco incentivar empreendimentos sustentáveis através dos financiamentos nas Linhas Verdes do FNO, pois demonstra que é possível equilibrar crescimento econômico, desenvolvimento regional, adotando práticas sustentáveis que reduzem o impacto no meio ambiente. É nosso compromisso aplicar o crédito de forma sustentável e continuar contribuindo para o desenvolvimento da região”, disse o superintendente do Banco da Amazônia no Pará e Amapá, Edmar Bernaldino.

De acordo com o Gerente Executivo de Pessoa Jurídica, Nélio Gusmão, as Linhas Verdes do FNO demonstram o apoio do banco a empreendimentos sustentáveis com ganhos bioeconômicos. “O Banco destaca claramente o objetivo maior em apoiar empreendimentos com esse cunho por conta do seu papel de agente de desenvolvimento e de respeitar o tripé da sustentabilidade que precisa ter base econômica, social e ambiental”, comenta.

O executivo informa que o plano do FNO tem por foco a efetividade das aplicações dos financiamentos por meio de apoio aos empreendimentos regionais, com geração de renda e empregos. “Seus maiores desafios têm direta veiculação à sustentabilidade, dentre os quais, destacamos a Redução das taxas de desmatamento; o Estímulo às atividades sustentáveis; e o Apoio aos empreendimentos verdes”, conclui.