Embrapa Rondônia faz parceria com município do Amazonas para o fortalecimento da cafeicultura

0
283

O convênio de cooperação técnica assinado entre a Embrapa Rondônia e a prefeitura de Lábrea, no Amazonas, une os esforços da pesquisa e da gestão pública para o fortalecimento e a elevação do padrão tecnológico da cafeicultura no município, aliando qualidade e sustentabilidade. Isso será realizado por meio de ações de transferência de tecnologias na região, com a implantação de Unidades Demonstrativas e a capacitação de técnicos e demais multiplicadores. As ações já tiveram início e devem ir até 2025.

Segundo a secretaria de Produção e Abastecimento de Lábrea, a cultura do café é uma alternativa de renda para os produtores e este projeto deve beneficiar diretamente cerca de 400 famílias que estão em duas regiões atendidas: uma comunidade próxima à cidade de Lábrea e outra que fica cerca de 80 km, no Projeto de Assentamento Monte, próximo à sede do município de Boca do Acre, AM. “Esperamos que o desenvolvimento da cafeicultura no município de Lábrea contribua para o aumento da renda dos nossos agricultores familiares e, consequentemente, com a melhoria na qualidade de suas vidas. Assim como possibilite a redução do êxodo rural”, afirma Gerlando Lopes, secretário municipal de Abastecimento.

Para Frederico Botelho, chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia, esta parceria irá fortalecer e expandir os resultados obtidos no Amazonas e difundir a cafeicultura como alternativa para o desenvolvimento sustentável da agropecuária no Amazonas, principalmente para a agricultura familiar. “A Embrapa realiza ações em diversos municípios do Amazonas e agora estruturamos um plano de trabalho para os próximos quatro anos. Seguimos a nossa missão de contribuir para o desenvolvimento sustentável da cafeicultura na Amazônia, e estamos com grande expectativa de cooperar com nossos conhecimentos para o desenvolvimento da região”, afirma Botelho.

Estas ações fazem parte de um convênio de cooperação técnica e financeira celebrado entre a Embrapa Rondônia, a Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário Edmundo Gastal (FAPEG) e a Prefeitura Municipal de Lábrea.

Como vai funcionar

A equipe da Embrapa Rondônia será responsável em conduzir as capacitações e treinamentos, articular com instituições a transferência de conteúdos ou a recepção dos técnicos em cursos e treinamentos com reconhecido conteúdo e qualidade técnica na cafeicultura. Por meio deste projeto serão implantadas e acompanhadas duas unidades demonstrativas de café nas comunidades escolhidas pela prefeitura.

Estas Unidades serão implantadas com as cultivares de café desenvolvidas pela Embrapa Rondônia e estas áreas servirão como ambiente didático para capacitações, dias de campo e demais ações de trocas de conhecimentos. “A Embrapa já irá disponibilizar as estacas para a implantação das unidades demonstrativas e também daremos início aos cursos e a um diagnóstico inicial da cafeicultura na região”, afirma o engenheiro agrônomo da Embrapa Rondônia, Denis Cararo.

Durante o projeto, a equipe técnica e de multiplicadores do município também realizará visitas às áreas de pesquisa com café da Embrapa Rondônia, o que auxiliará na constante atualização quanto a temas como implantação, manejo e condução da lavoura, produção de mudas, colheita e pós-colheita do café.

Ao final do projeto espera-se que os produtores tenham acesso e adotem tecnologias e recomendações para a cafeicultura e, consequentemente, possa haver o aumento da produção, da produtividade, qualidade do café no município, aliado à melhoria de renda e qualidade de vida das famílias cafeicultoras.

2020

Renata Silva (MTb 12361/MG)