África: OMT recomenda investimento para recuperação sustentável do turismo

0
185

Cabo Verde acolheu reunião de alto nível da Comissão Regional para África da Organização Mundial do Turismo; foco é o reforço de cooperação para avançar plano de crescimento sustentável; memorando de entendimento vai impulsionar educação turística na nação insular lusófona.

A Ilha de Sal em Cabo Verde foi palco do 64º encontro da Comissão Regional para a África da Organização Mundial do Turismo, OMT, que abordou os principais desafios do recomeço seguro do setor.

Os delegados da reunião de alto nível enalteceram a importância de acelerar o lançamento de vacinas em todo o continente e a abordaram questões de segurança com impacto sobre como viajantes globais percebem África como um destino turístico seguro.

OMT lançou uma nova publicação africana de marca para ajudar os destinos turísticos a usarem um distintivo eficaz como forma de diversificar e atrair visitantes
ONU Mulheres/Joe Saade
OMT lançou uma nova publicação africana de marca para ajudar os destinos turísticos a usarem um distintivo eficaz como forma de diversificar e atrair visitantes

Poder do turismo

Na agenda dos trabalhos, figurava também o atual nível de conectividade entre destinos, com ligações áreas melhoradas e a harmonização dos protocolos de viagens, identificados como um meio eficaz para impulsionar o turismo regional.

O secretário-geral da agência forneceu uma visão global do trabalho da OMT durante a crise pandêmica em curso e como o setor é estimulado pelas prioridades declaradas dos Estados africanos.

Zurab Pololikashvili ressaltou que o continente está unido na sua determinação de usar a força do turismo para impulsionar o desenvolvimento e a oportunidade para todos. Ele destacou que o turismo africano pode finalmente cumprir seu potencial único se houver coordenação e investimentos direcionados.

Motoristas em áreas remotas da Namíbia são incentivados a ficar atentos aos elefantes
ONU Namíbia
Motoristas em áreas remotas da Namíbia são incentivados a ficar atentos aos elefantes

Reconstruir confiança

Os membros da agência acompanharam o desenvolvimento do Código Internacional para a Proteção do Turismo. O regulamento de referência pretende a ajudar a restaurar a confiança em viagens, bem como o programa geral de trabalho até 2023.

Assinalando uma determinação partilhada de seguir em frente mesmo em tempos desafiadores, os membros elegeram também os memros dos órgãos de tomada de decisão antes da 24ª Assembleia Geral da OMT.

O encontro aconteceu em paralelo com o workshop de reforço de capacidade sobre inovação, marketing digital e investimento, liderado pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva.

Na reunião participaram investidores espanhóis, alemães, suíços, dos Estados Unidos e líderes dos setores público e privado do continente.

Turismo internacional perdeu em 2020 até 64%, em termos reais
Unesco/A. Popov/ Reserva da Biosfera do Lago Elton
Turismo internacional perdeu em 2020 até 64%, em termos reais

Atração

O workshop prepara a segunda edição do Fórum Global de Investimento em Turismo. A OMT lançou uma nova publicação africana de marca para ajudar os destinos turísticos a usarem um distintivo eficaz como forma de diversificar e atrair visitantes.

Participantes de 23 países, 21 ministros do setor e cinco embaixadores felicitaram a assinatura e aprovação da Declaração da OMT sobre o Futuro da Mobilidade e Transporte Sustentável.

Um compromisso que vai melhorar a compreensão de como investimentos podem ajudar a tornar o setor mais verde e encorajaram a maior cooperação entre autoridades turísticas e provedores de transporte.

Os trabalhos ficaram marcados com a assinatura de um memorando de entendimento entre a OMT o Governo de Cabo Verde. A meta é reforçar a marca do país, impulsionar iniciativas de educação turística, e apoiar pesquisa sobre o impacto socioeconômico do desenvolvimento sustentável do turismo.

*De Bissau para a ONU News, Amatijane Candé.